From Lisbon, Portugal, Inmyths set out to deliver a very personal take on alt-folk, as portrayed by the album “Scarcity”.
Singer and songwriter Hugo Almeida, brings acoustic guitars to the forefront, aided by a solid rhythm section and topped by warm and soothing vocals offering a fitting folk songwriter approach with a modern, alternative rock twist .
The multi-instrumentality nature of Inmyths music certainly deserves a careful listen.

Inmyths started in 2006 as Hugo Almeida’s solo project.
The songs that did not correspond to the more hermetic music styles of the bands in which Hugo previously participated , were put aside but not forgotten , stored in an inner world filled with myths waiting to be revealed. Inmyths was born.

In 2009 comes the homonym album “Inmyths” as a collection of these well kept secret songs . An introspective record with the 90’s influences , mixing more aggressive sounds with quieter and contemplative moments .

During 2012 ‘Scarcity’ is released with an innovative approach with regard to music publishing . Consisting of four chapters , each with three songs , apart from each other by three months , culminating with the release of the complete album in January 2013.

‘Scarcity’ refers to the myth of scarcity, probably the most destructive idea plaguing mankind since it is responsible for the competitive behavior and our self-destructive society. When we think that everything is scarce , we forget that the only thing truly scarce for Humanity is in reality … time.

At the begining of 2014 it’s released the single Holloways . A hymn against the class of world rulers who insist on taking us to empty paths with no solutions based on reality , throwing money at the problems , promoting inequality, separation and segregation in our society .

February 2016 “Chasing Dreams” EP is released. The 4 song EP is inspired in the premise that somewhere around the 70’s, Humanity went into a hibernation mode and since then we have been sleeping.
Although we’re sleeping, we gave up our collective dreams for a better world and chase only for selfish oriented dreams. Dreams of eternal consumption.
We have been living in a highly technological society, but still think in terms and concepts conceived 200+ years ago. Our evolution is stagnated, we need a “reevolution” dream.
There will be a moment when we all wake up from these pointless dreams.
A moment when we will declare all of the world’s resources as the heritage of all the inhabitants of this planet.
Meanwhile, we’ll be chasing dreams.

PT
Inmyths apresenta um toque muito pessoal de estilo alt-folk como retratado no álbum “Scarcity”.
O grupo liderado por Hugo Almeida, dá destaque à guitarra acústica, auxiliado por uma sólida secção rítmica e encimado por uma voz suave oferecendo uma abordagem de cantautor folk com um toque moderno de rock alternativo.
A natureza multi-instrumentalista da música de Inmyths certamente que merece uma escuta mais atenta.

Inmyths surgiu em 2006 como o projecto solo de Hugo Almeida. As músicas que não se inseriam nos estilos mais herméticos das bandas por onde passou, foram colocadas de parte mas não esquecidas, guardadas num mundo interior, repleto de mitos à espera de serem reveladas, daí o nome Inmyths.

Em 2009 surge o álbum homónimo “Inmyths”, como colecção destas mesmas músicas. Um registo introspectivo com influências dos anos 90, misturando sons mais agressivos com momentos mais calmos e contemplativos.
Durante o ano de 2012 é lançado ‘Scarcity’ com uma abordagem inovadora no que respeita à edição de música. Constituído por quatro capítulos, cada um com três músicas, distanciados entre si de três meses, culminando com a edição do álbum completo em Janeiro de 2013.

‘Scarcity’ remete para o mito da escassez, provavelmente a mais destrutiva ideia que assola a Humanidade, uma vez que é responsável pelo comportamento competitivo e auto-destrutivo da sociedade actual. Quando pensamos que tudo é escasso, esquecemos que a única coisa verdadeiramente escassa à Humanidade é na realidade…tempo.

No inicio de 2014 é lançado o single Holloways. Um hino contra a classe de governantes mundiais que insistem em nos levar por caminhos vazios, sem soluções baseadas na realidade, atirando dinheiro aos problemas, promovendo a desigualdade, a separação e segregação na sociedade.

Em Fevereiro de 2016, o  EP “Chasing Dreams” é lançado .O EP composto por 4 canções é inspirado na premissa de que algures nos anos 70 do século XX, a Humanidade entrou em modo de hibernação e desde então tem estado dormente. Nesta dormencia, desistimos dos nossos sonhos colectivos de um mundo melhor e perseguimos apenas sonhos egoístas. Sonhos de eterno consumo. Estamos a viver numa sociedade altamente tecnológica, mas ainda com o pensamento baseado em conceitos concebidos há mais de 200 anos atrás. A nossa evolução está estagnada, precisamos do sonho de Reevolução.
Haverá um momento em que iremos acordar desses sonhos inúteis. Um momento em que vamos declarar todos os recursos do mundo como o património de todos os habitantes deste planeta.
Enquanto isso, estaremos perseguindo sonhos.